Uma Revolução por Moeda

Helder Garcia
4 min readOct 10, 2019

Em pouco menos de um mês estarei completando 2 anos de trabalho voluntário em um projeto Open Source de blockchain. Tem sido uma experiência impressionante, de muito aprendizado não apenas no campo tecnológico, mas também de aprimoramento de diversas capacidades e inteligências. Liderança, perseverança, comunicação, absorção de pressão, discernimento. Muitos desafios e oportunidades, algumas bem aproveitadas, outras não.

Neste artigo venho falar de um fenômeno interessante: a abordagem dos chamados Maximalistas do Bitcoin. Uma boa definição desse conceito pode ser lida aqui: https://www.investopedia.com/terms/b/bitcoin-maximalism.asp. Em poucas palavras, o maximalista do Bitcoin acredita que o Bitcoin é a única maneira correta de se implementar o que se entende por moeda digital.

Daí vem as perguntas mais frequentes neste último ano, que recebo dessa parcela da comunidade:

  1. Qual a inovação da Niobio Cash?
  2. O que a Niobio Cash tem de revolucionário?
  3. Para que serve a Niobio Cash?

Antes de começar a responder tais questões, vou dar um spoiler aqui:

"O Maximalismo do Bitcoin é uma causa perdida."

Desculpa se atinge você, mas é verdade, e não é difícil de enxergar.

Basta olhar para trás, ver a história. A história de novos produtos, de novas tecnologias, de novos movimentos sócio-econômicos. Os exemplos são vastos e estão em todos os lugares.

  • Para que serve o Real se existe o Dólar?
  • Para que serve o Linux se existe o Windows?
  • Para que serve a Gol se existe a TAM?
  • Para que serve a Mastercard se existe a Cielo?

Todo desenvolvedor de aplicativos móveis sonha em criar um killer app. A maioria não consegue ter uma ideia revolucionária. Mas deveriam eles desistir de desenvolver um aplicativo que faz a mesma coisa que outro já existente? Deveria a Microsoft ser criticada por criar um console para videogames, quando já existia o popular PlayStation? Deveria a Uber e a Rappi serem criticadas por criar aplicativos e negócios que fazem o mesmo que o iFood?

Então, o maximalista não tem a mínima chance de ver seu ideal concretizado. Por uma razão muito simples:

Não é natural! Não é assim que funciona.

Em um ambiente sem um controle rígido do Estado, por exemplo, não é possível a tão almejada hegemonia do Bitcoin.

Por vezes, o maximalista confunde utilidade com popularidade em seus questionamentos. Ele lança a pergunta: para que serve o Niobio Cash? — aí implicitamente lemos a pergunta completa: para que serve o Niobio Cash, se já existe o Bitcoin?

Bom, serve para a mesma coisa!

O Bitcoin é sim, o mais popular, mas é inegável que o Niobio Cash possui a funcionalidade de servir como meio de pagamento. Como refutar? O projeto tem transferências diárias registradas na blockchain, tem carteiras desktop, móveis, web, e também no Telegram, Facebook Messenger e Whatsapp. Qualquer combinação delas pode ser usada para pagamentos entre partes distintas de uma transação comercial (como já acontece em alguns casos). Além disso, o Niobio Cash apresenta algumas vantagens: taxas infinitamente menores, anonimato infinitamente superior, não precisa de segunda camada (LN), são algumas delas.

Mas o Bitcoin é infinitamente mais popular, com a maior predominância. Só que isso não muda a verdade: ambas servem! E não apenas ambas, quase todas as milhares de altcoins existentes SERVEM sim para seus propósitos.

Não se pode dizer que tal projeto não serve para nada, apenas porque se propõe a fazer algo que o Bitcoin também faz. É desonestidade falar isso.

Da mesma forma, é exagerado cobrar uma revolução por moeda. Sem cópias, não há revolução, ou melhor, evolução. Mais uma vez, basta ler a natureza. A evolução das espécies se dá ao acaso, por mutações aleatórias. Entretanto, para acontecer uma mutação, é preciso o constante processo de cópia. Milhares de anos apenas copiando códigos genéticos, até que aconteça a mágica da mutação. No campo científico, o processo da mutação é perseguido, ao invés de simplesmente esperado. Ainda assim, é necessário e comum subir nos ombros de gigantes para se almejar dar um passo adiante.

O Linux já nasceu melhor que o Windows? O MacOS já nasceu melhor que o Windows? Não. Eles nasceram como uma alternativa, e só. Com o tempo, trabalho, e apoio de uma comunidade forte, em um caso, e apoio de investimentos financeiros pesados, em outro, se tornaram melhores.

Então, antes de olhar para todos os projetos de altcoins como oportunistas aproveitadores que não servem para nada, olhe ao redor. Pergunte-se se a marca do seu carro é a pioneira ou mais popular, se a empresa de telefonia que você contratou não é simplesmente uma cópia, sem nenhuma inovação, da empresa que inventou a telefonia celular. Lembre-se que você é um defensor da livre concorrência. Seja também um ativista da livre concorrência nesse novo mundo das cryptocurrencies.

Seja coerente.

--

--